O real significado de “Tecnologia Disruptiva”

 

Os CIO’S adoram isso. Empresários de tecnologia adoram isso. Analistas de TI exageraram nos elogios em suas conferências. “Essa revolução irá mudar o nosso jogo”, eles declararão, totalmente descomprometidos por “incentivos financeiros”, é claro.

Mas será que todos realmente adoram as ondas destas “tecnologias revolucionárias”, destas “tecnologias disruptivas”?

E o usuário final? Aparentemente sim, de acordo com uma “pesquisa independente” e os “beta testes”.

A indústria de computadores, sendo tão empática como sempre, tem a natureza humana de adivinhação com um julgamento perfeito, sempre adivinhando o que é necessário para o mercado. Se há uma coisa que nós humanos adoramos, mais do que ‘conversas com nossa marca favorita’, é uma “tecnologia revolucionária”.

Como um analista de TI escreveu, na virada deste século “a TI já não suporta o negócio. TI é o negócio”. Palavras sábias, de fato.

Então, o que é tecnologia disruptiva?

Lembre-se da alegria que você experimentou com cada nova versão do Microsoft Office, quando descobriu que todas as suas ferramentas favoritas desapareceram? Lembre-se do tempo que você perdeu e do dinheiro que teve que gastar, tendo que personalizar ao máximo para se tornar produtivo de novo? Isso é Tecnologia Disruptiva!

Lembra quando o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido perdeu £ 10 bilhões (de libras) em um buraco negro corporativo, em algum lugar do provedor de TI das Ilhas Cayman da empresa Shell, e o hospital ainda não conseguiu encontrar seus resultados da ressonância magnética? Isso é Tecnologia Disruptiva!

Quando o seu host na nuvem bloqueia os preços, e é impossível mudar para outro provedor, então o diretor de finanças exige cortes de empregos e gastos? Isso é Tecnologia Disruptiva. E ninguém nunca diz “desculpa”!

 

Matéria publicada originalmente em Inglês no Site IDG Connect. Tradução e Adaptação do artigo “The real meaning of… Disruptive Technology – Series: Nick Booth’s A to Z of tech jargon” –  autor: Nick Booth (04 de junho de 2016).

 

Leia também mais matérias da série “O real significado de…”:

O real significado de “As a Service”

O real significado de “Bitcoin”

Read More

O real significado de “Bitcoin”

 

Bitcoin, um sistema de pagamento inventado por um desconhecido, totalmente virtual, com banco de dados descentralizado e sem um responsável legal pelas transações. Essa é a maneira que o Bitcoin inspira confiança em usuários mais apreensivos.

Essa misteriosa entidade de dinheiro eletrônico traça paralelos com o sistema cunhagem (fabricação de moedas), só que no Bitcoin, os créditos são fabricados com a resolução de problemas matemáticos, com força bruta de processamento computacional.

Bitcoin é uma moeda que aproveita os benefícios da internet. O que significa que está sendo explorada por uma rede de pessoas que testam novas tecnologias e por criminosos, logo que o Bitcoin e suas transações não são rastreáveis. Nesse sentido, o Bitcoin está cumprindo uma de suas promessas, que é o anonimato. Alguns vendedores de Bitcoin permitem que você troque facilmente com moedas do “mundo real” e outras mercadorias.

Os governos ainda não aceitam o Bitcoin como moeda de pagamento para impostos, o que é uma das prováveis razões pela qual algumas empresas (como a Starbucks) não se preocuparam em participar deste sistema financeiro e aceitar esta moeda como parte de pagamento. Talvez a Starbucks esteja esperando por alguém para inventar um Mini-Bitcoin, para que a maior parte do público possa utilizar essa moeda.

Mas quem é o responsável pelo Bitcoin? Isso ainda é um mistério! Satoshi Nakamoto é amplamente creditado como o fundador do Bitcoin, o que torna ele (ou talvez ela, eles ou elas, pois não se sabe se é um grupo ou uma única pessoa) em uma espécie de chefe de estado desse mercado, que seria equivalente a um Presidente ou uma Rainha do Bitcoin.

Como dizem por aí, grandes invenções têm muitos pais, mas as falhas são sempre órfãs. Quase nenhum investidor conservador parece querer ter um Bitcoin como investimento primário, devido seu status volátil no mercado, o que não inspira confiança.

 

Você investiria um dinheiro que você não pode perder, em Bitcoin?

 

Matéria publicada originalmente em Inglês no Site IDG Connect. Tradução e Adaptação do artigo “The real meaning of… ‘Bitcoin’ – Series: Nick Booth’s A to Z of tech jargon”; autor: Nick Booth (21 de maio de 2016).

 

 

Leia também mais matérias da série “O real significado de…”:

O real significado de “As a Service”

O real significado de “Tecnologia Disruptiva”

 

Read More

O real significado de “As a Service”

O termo “aaS” representa a expressão “as a service” (como um serviço, ou simplesmente, como serviço) que vem depois de qualquer coisa entregue na nuvem. Como em “infrastructure as a service” (infraestrutura como serviço), que é quase sempre abreviado para IaaS.

O que eles realmente querem dizer é que estão oferecendo um serviço de infraestrutura, o que faria muito sentido gramatical, mas não seria correto para a indústria de computação em nuvem, onde as palavras não têm sentido. Ainda assim, não vamos ser exigentes. Não é como se a precisão da definição fosse importante na Era da Informação, não é?

 

Imagem publicada pelo Site IDG Connect.

 

O sucesso da nuvem significa que o sufixo aaS é no final das contas uma tentativa de adicionar valor de marketing aos termos e serviços já existentes. O que de certa forma significa um tipo de sufixo “as a service”.

Onde isso começou? Alguém teve uma ideia não totalmente original de alugar o uso de um computador online. Décadas atrás, isso foi chamado de “bureau” de serviços, mais comum no mercado financeiro. Por razões de marketing, este termo não faria sentido, então foi renomeado como “Platform as a Service” (Plataforma como Serviço). PaaS teve um grande impacto em todo o meio, quase como uma sequência de um filme de grande bilheteria impacta a indústria cinematográfica, o que ocasiona uma série de lançamento de continuações e filmes semelhantes. Serviços comuns, como rede, backup e segurança agora são lançados como serviços “XaaS”, onde X pode ser qualquer aplicação ou serviço.

Entretanto, quanto mais se usa “aaS” , mais sua importância e desejo diminui. O “Robot as a Service” (RaaS) até parece um palavrão em jamaicano, enquanto “Logging as a Service” (LaaS), é um dos mais ridículos até o momento.

Alguns desses termos soam realmente como ideias ruins.

Tire o “as a” fora de “Search as a Service” e você terá uma oferta mais razoável. Esse “as a” não adiciona nada. Está fazendo um desserviço – as a service.

 

Matéria publicada originalmente em Inglês no Site IDG Connect. Tradução e Adaptação do artigo “The real meaning of… ‘As A Service’ – The first in a new series: Nick Booth’s A to Z of tech jargon”; autor: Nick Booth (14 de maio de 2016).

 

 

Leia também mais matérias da série “O real significado de…”:

O real significado de “Bitcoin”

O real significado de “Tecnologia Disruptiva”

Read More